Enfermagem Na Net: Extrato de amoras poderia aumentar a eficácia de medicamentos contra o câncer

Links Patrocinados

Oxímetros de Pulso              Estetoscópios              UltrasSom              Glicosímetros

segunda-feira, 22 de setembro de 2014

Extrato de amoras poderia aumentar a eficácia de medicamentos contra o câncer



Extrato de amoras poderia aumentar a eficácia de medicamentos contra o câncer



Extrato de amoras poderia aumentar a eficácia de medicamentos contra o câncer
Nutracêuticos poderiam ser usados no futuro para ajudar no tratamento do câncer. Pesquisadores britânicos descobriram recentemente que o extrato de amoras selvagens aumenta a eficácia de medicamentos contra o câncer pancreático. Esses achados foram publicados no "Journal of Clinical Pathology".
A equipe testou a eficácia do extrato de arônia, uma amora selvagem que cresce em pantanais na margem leste da América do Norte, no câncer pancreático, por causa do seu prognóstico persistentemente sombrio. O estudo usou células cancerígenas do tipo AsPC-1 no laboratório e avaliou seu crescimento quando tratadas com o medicamento quimioterápico gencitabina ou apenas com diferentes níveis de extrato de arônia ou com uma combinação de gencitabina e extrato de arônia.
Os pesquisadores descobriram que 48 horas de tratamento das células cancerígenas pancreáticas com extrato de arônia induziam morte celular. A toxicidade do extrato de arônia nas células normais de revestimento dos vasos sanguíneos provou não ter qualquer efeito, sugerindo que o efeito de morte celular não ocorre através da prevenção da formação de novos vasos sanguíneos.
"Doses baixas do extrato aumentaram grandemente a eficácia da gencitabina, quando os dois foram combinados. Além disso, observamos que foram necessárias doses menores do medicamento convencional, sugerindo que os compostos trabalham em sinergia ou que o extrato exerce um "efeito supraditivo", disse Bashir Lwaleed da Universidade de Southampton.
Estudos experimentais semelhantes indicaram que o extrato de arônia parece induzir morte celular e frear a invasão no câncer cerebral, salientando os potenciais efeitos terapêuticos de certos polifenois encontrados em determinados alimentos. São necessários mais estudos, enfatizaram os pesquisadores.

#medicina #saúde

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Links patrocinados