Enfermagem Na Net: Em PE, aprovada em 3 vestibulares de medicina também passa no Sisu

Links Patrocinados

Oxímetros de Pulso              Estetoscópios              UltrasSom              Glicosímetros

quarta-feira, 25 de março de 2015

Em PE, aprovada em 3 vestibulares de medicina também passa no Sisu

Em PE, aprovada em 3 vestibulares
de medicina também passa no Sisu

'Eu dormia para estudar e acordava para estudar', diz estudante de Caruaru.
Vitória Dantas cursará medicina no Centro Acadêmico do Agreste, da UFPE.
Vestibular

Uma estudante pernambucana aprovada em três vestibulares de medicina conquistou mais uma opção na manhã desta segunda-feira (26). Vitória Chaves de Souza Dantas de Barros, 18 anos, foi aprovada no Sistema de Seleção Unificada (Sisu) de 2015 para o curso na Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), no Centro Acadêmico do Agreste (CAA), em Caruaru.

"Eu dormia para estudar e acordava para estudar", diz Vitória Dantas ao G1. A estudante fez cursinhos pré-vestibulares durante 2014. No mesmo ano, ela foi classificada para os cursos de medicina em faculdades particulares em Campina Grande (PB), no Recife, além de na Universidade Estadual de Ciências da Saúde de Alagoas (Uncisal). Vitória também foi aprovada para a graduação de Odontologia em uma faculdade particular de Caruaru.

VEJA OS APROVADOS NO SISU

A fera obteve a nota de 835,2 no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e ficou em 15º lugar em um total de 80 vagas. "Me dedicava muito à redação e à matemática, matérias que eu tinha mais dificuldade. Fazia muitos exercícios e três a quatro textos por semana, sempre corrigindo com os professores", lembra. O interesse por medicina surgiu desde que a estudante era criança, durante as brincadeiras. Mas a confirmação chegou no 1º ano do Ensino Médio. "Comecei a ter afeição por biologia".

Aprovação de Vitória Dantas no Sisu (Foto: Reprodução/ Sisu)Vitória Dantas obteve nota de 835,2 no Enem e foi aprovada pelo Sisu (Foto: Reprodução/ Sisu)


Vitória ainda não sabe em qual área da medicina pretende se especializar. Porém, uma decisão já é certa: "independente da área, quero ser pesquisadora. Por isso que eu queria tanto a federal, pois há muito incentivo para a área acadêmica".

 
A DISPUTA DO SISU
São 205 mil vagas no ensino superior
Do Fundamental ao Sisu
O preparo para ser aprovada em tantos vestibulares começou desde o Ensino Fundamental. No 9º ano, ela passou no curso de direito em uma faculdade particular de Caruaru. No 1º ano, foi a vez de Vitória consquistar o curso de relações internacionais. Já no 2º ano, começaram os estudos para o tão sonhado curso de medicina. Por isso, ela prestou vestibular para Biomedicina, quando também foi aprovada.
Em 2013, no 3º ano, Vitória só prestou vestibulares para medicina, mas não conquistou as vagas. Foi aí que decidiu que, no ano seguinte, faria os cursinhos para conquistar a classificação.

Alegria dos pais
Para o professor e cientista político Arnaldo Dantas, pai de Vitória, o sentimento é de gratidão. "É uma conquista. Um exemplo de que é possível vencer barreiras e dificuldades, conquistar desafios. É só caçar as metas", diz. O cientista conta ainda que não foi fácil ficar longe da filha. "Ela sempre foi uma companheira de discussões, sempre assistimos a documentários juntos, abordamos vários temas. Então, quando ela se afastou de casa para os estudos ficou a saudade". Agora, avalia toda a renúncia: "valeu muito a pena".

"Dever cumprido", sintetiza a corretora de imóveis Nadja Chaves Dantas, mãe da estudante. Ela afirma que o estudo da filha sempre foi prioridade do casal. "Priorizamos em relação a qualquer coisa. Estou muito feliz por conquistar o sonho. Desde pequena, incentivamos ela à leitura. É muito bom passar em casa, pertinho da gente, para ter o nosso apoio.

Pais de Vitória sempre a incentivaram a estudar (Foto: Reprodução/ TV Asa Branca) 
Pais de Vitória sempre a incentivaram a estudar
(Foto: Reprodução/ TV Asa Branca)
Curso de medicina do CAA

O curso de medicina do Centro Acadêmico do Agreste (CAA) estava com a sexta maior nota de corte - 810, 71 - entre as graduações do tipo nas instituições de ensino do Brasil no Sisu, conforme dados divulgados pelo MEC na quinta-feira (22). É a primeira vez que a UFPE utilizou apenas o Sisu como critério para selecionar alunos.

Atualmente funcionando em um espaço do Polo Comercial, o curso de medicina do CAA existe desde o ano passado. Para que a estrutura da graduação fosse adequada, foram investidos R$ 6 milhões. Na unidade há uma biblioteca com mais de mil livros voltados para a área de medicina, todos com o conteúdo atualizado, já que o acervo tem menos de um ano. Há salas de tutoria, onde os alunos têm acesso à videoaulas e um laboratório de informática.
 
www.contec.med.br
www.contec.med.br

 

#enfermagem #medicina #enfermeiro #enfermeira #saúde #medicina


Oxímetros de Pulso              Estetoscópios              UltrasSom              Glicosímetros

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Links patrocinados